De fato

Ajustar os dias a minha gratidão ao mundo: acabo por ter mais do que tempo, mas uma espécie de contato com o mundo lá fora. Estou preso a mim como um animal se prende aos instintos, farejando outra textura indissociável ao estado das coisas, que permanecem sempre do mesmo modo.

Linguagem: aço de minha estrutura. Acaso te perdi? Flor, flor-frutífera ou qualquer coisa que o valha: a mata de meus cabelos, meus dedos, minha dose documentária de papéis, meus heróis, ídolos, anjos. Ajusto a mim tudo isso porque já não caibo neste espaço que me pertenço: um ser em expansão.

Anúncios

0 Responses to “De fato”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Burguesia

Híbrido espanto: poemas, contos, comentários e de vez em quando ciências sociais.

Calendário

novembro 2010
S T Q Q S S D
« out   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Páginas


%d blogueiros gostam disto: